11 de setembro de 2012

Eu, cético? Pago pra ver!

"Muitos dão a vida por suas crenças. Nunca arrisquei a vida pelo meu ceticismo." - Millôr


Creio que inventei a modalidade “cético cagão”. Eu sempre sou um dos primeiros a levantar a voz pra falar “só acredito vendo”, mas também quando acontece alguma coisa que mexe com o meu ceticismo, fico uma semana sem dormir. Não costuma acontecer isso com tanta freqüência, mas quando acontece, mexe com minha cabeça de vento. Mas passa. Mas que mexe, mexe.
Pior que ser um “cético cagão” é ser um “cético cagão E curioso”. Se eu fosse daqueles que ficam seguros e felizes no conforto do meu ceticismo, seria ótimo. Mas não, eu tenho sempre que testar meu ceticismo para colocá-lo em forma. E um dos meus principais métodos de testar o meu peculiar grau de ceticismo é ler meu horóscopo, todo santo dia. Apesar de nunca acreditar nesse papo de signo para o bem do meu ceticismo, chego ao extremo de receber, por e-mail, meu horóscopo. Eu leio, presto atenção nos conselhos e tudo, mas como não somos obrigados a acreditar em tudo que falam pra gente, não dou trela pra 90% das coisas. Confesso que algumas (muitas) coisas são impraticáveis, como “seu signo recomenda que nos próximos 15 dias você não pode sair de casa” ou “fuja de conflitos no dia-a-dia” – e olha que adoro ficar sossegado em casa e adoro mais ainda praticar minha capacidade inata de ser da turma do “deixa disso” -, mas quando os astros decidem acertar, acertam na mosca (ou me levam a acreditar que eles acertam, sei lá). É nessas horas que o lado medroso do meu ceticismo fica assustado feito uma garotinha de dez anos, que se esconde debaixo de uma cama imaginária que fica na minha cabeça. Por um breve momento, meu mundo cai. Meu mundo cai, sinto as coisas rodando, vejo coisas hipotéticas como o Atlético Mineiro líder do campeonato brasileiro, mas dois minutos depois tudo volta ao normal. Meu abuso ainda me permite desafiar o desconhecido: sempre falo um “duvido acertar de novo!” e fica tudo certo.
Mas que dá um medo do desconhecido acertar de novo... Melhor nem falar muito.

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Um Blog de Nada by Flavio Braga Mota is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License.
Based on a work at umblogdenada.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://umblogdenada.blogspot.com.