11 de setembro de 2012

O Suprassumo da Inteligência Intergalática (na opinião da sua família)



Talvez esse não seja do tipo de pessoa inteligente que falo. Talvez.
 
Ser considerado inteligente por outras pessoas é engraçado: os mais curiosos (e os que juram de pés juntos que você realmente é muito inteligente) sempre esperam alguma coisa genial da sua parte. Você não pode estar na sua, fazendo alguma coisa normal, que pensam que você, enquanto gênio, está desenvolvendo um plano mirabolante que garantirá a paz mundial.
Talvez a safra de cabeças pensantes anda tão escassa que qualquer suspiro de pensamento diferente que faça o mínimo de sentido é tido como algo fenomenal. E nem estou reclamando dessa valorização não, estou até a exaltando. Mas tem horas que exageram. Talvez há esse exagero porque ter opinião própria e conhecimento minimamente apropriado do mundo que nos cerca hoje em dia seja coisa raríssima...

-         Olá!
-         Opa.
-         Estou interrompendo alguma coisa?
-         Nada, só vendo umas coisas aqui.
-         Vendo o quê?
-         Uns vídeos na internet.
-         De quê? Filosofia? Discurso de pessoas importantes? De teorias da conspiração? Escutei uma teoria maluca dessas que associa a crise econômica mundial à venda de camisas xadrez e...
-         Não, é vídeo de humor, coisa boba.
-         Ah. Mas to reparando que você ta com o Word aberto!
-         É.
-         Escrevendo o mais novo sucesso da literatura? Sempre te falei que você vai longe e...
-         Não, só ta aberto porque copiei um link aqui. Bobeira.
-         Ah, ta... Mas e seu Facebook, hein? Cheio de pessoas inteligentes, tiradas inteligentes, citação de gente que nem conheço...
-         É, serve pra isso também...
-         E com quem você conversa no Facebook? Com o Gandhi, o Che Guevara, Machado de Assis, gente desse calibre?
-         Não, pra conversar com esses eu vou numa mesa branca, e isso nem faz meu estilo. Ainda mais, o pessoal do Além ainda não descobriu essa utilidade pra internet...
-         Rá, engraçado! Viu? Até pra fazer piada você é inteligente!
-         É, algum de nós tem que ser inteligente.
-         Essa é a deixa pra eu ir embora, né?
-         Uhum.
-         Magoou. Mas fui inteligente pra saber que eu estava enchendo o saco.
-         Falou, tá falado. Einstein.

5 comentários:

Beth Zhalouth disse...

tudo o que eu procurava, encontrei nesse blog, nada convencional,mas sem dúvida, com muito conteúdo, parabéns, vou colocar o seu blog na lista de meus blogs preferidos, pois tenho um bloguinho. É isso, tudo de bom, www.bethzhalouth.blogspot.com

Flavio Braga disse...

Poxa, Beth, muito obrigado! Olha que tinha parado de escrever por uns tempos por aqui, mas juro pra você que estou tentando voltar aos pouquinhos... Sinta-se a vontade em fuxicar meu humilde blog! Abraço!

Beth Zhalouth disse...

não, não pare de escrever, pois é realmente intrigante a maneira como vc se exprime, muita gente pode gostar. Convido você a visitar meu blog e se possível, responder a uma pergunta que estou fazendo a meus leitores. Tudo de bom!

ViTóRiA disse...

Sempre bom ler seu blog! Tbm estou tentando voltar com o meu! Sorte para nós!

Flavio Braga disse...

É, Vitória, estou voltando devagar ainda... Não é na intensidade que eu queria, mas é melhor que ficar sem escrever, hehe
E vê se volta a escrever no seu!
Beijão!

Creative Commons License
Um Blog de Nada by Flavio Braga Mota is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License.
Based on a work at umblogdenada.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://umblogdenada.blogspot.com.