16 de março de 2012

Prar Mullére




Amo mulheres que tenham personalidade para ir contra os padrões de beleza. E daí se ela tem uns quilinhos a mais (ou a menos, vai saber), por exemplo? Ela é bonita assim mesmo, fugindo dos padrões atuais, que inventaram que a mulher esteticamente perfeita tem que parecer um travesti, de tão forte (e de voz tão grossa) quanto uma mulher-mandioca. Eu adoro ver o quanto essas mulheres de personalidade são bem resolvidas com seu corpo, é lindo e inspirador, de verdade. Mesmo elas estando fora dos padrões de beleza vigentes, elas não deixam de ser vaidosas, são mais vaidosas até do que as que estão dentro dos padrões de beleza. Mais vaidosas, e menos malucas (do que a média feminina, claro), já que, levando em consideração que cada mulher é uma equação sem solução e que o único manual de instruções vem em norueguês clássico (alguém por aqui arranha um pouco, pelo menos? Duvido!), que eu me meta com as menos malucas, pelo menos. E as menos malucas são as mulheres bem-resolvidas com seu corpo, porque as que “beiram a perfeição estética” são muito inseguras, a ponto de freqüentar uma academia por até seis horas, seis vezes por semana e ainda acham que estão feias. Se por um acaso eu me meter com uma mulher dessas, ou ela me mata com as próprias mãos e braços torneados feito os de um fisiculturista quando eu deixar escapar um “meu anjo, mas você é bonita de qualquer jeito!”, ou eu me mato, quando ela cogitar a ideia de ficar igual ao Scwhazenegger.

Engraçado quando falo que eu considero a Preta Gil uma mulher muito bonita. Sempre tem um (ou dois, ou quase todos!) que fala que eu sou maluco. Mas não é loucura não. É a personalidade que me cativa. Dá para ver que ela é feliz do jeito que ela é, e isso exala beleza e sensualidade. Isso sim é bonito, a mulher se valorizando pelo que ela é. Claro todos nós temos o direito de emagrecer ou ficar mais em forma, mas acho que ter o corpo perfeito como objetivo de vida é muito pequeno. O tempo passa, e aquele coraçãozinho que aquela gatinha malhada fez na virilha, daqui a um tempo vai parecer uma uva passa.
Então, minhas caras, sejam bonitas com seus quilinhos a mais ou a menos, com seus óculos (que são um charme, já falei disso há um tempo), com seu aparelho, que seja. Não deixe que esse papo de “mulher perfeita” faça sua cabeça. Tenha personalidade e conquiste meu coração. Está certo, isso não prêmio que se ofereça, mas espero que vocês entendam o recado.

--//--

Tem um amigo meu que diz que mulher feia faz tudo, até o bigode. E que a vantagem de você casar com uma mulher feia é você abusar da insegurança dela, falando que se ela não fizer o que você quer, você vai embora, já que ela não vai conseguir arrumar outro doido que se aventure a pegar a Monga, a Mulher-Gorila, feito você. Talvez ele não tenha experimentado pegar uma mulher engraçadinha que tenha o mínimo de personalidade antes de falar isso. Até porque, se assim tivesse feito, ele não estaria entre nós para nos brindar com sua sabedoria tão peculiar. Uma perda para a filosofia de macho.

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Um Blog de Nada by Flavio Braga Mota is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License.
Based on a work at umblogdenada.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://umblogdenada.blogspot.com.