16 de maio de 2015

Meu Vício: Um Relato









Tudo começou ainda na adolescência: mais do que me sentir sozinho, eu sentia que não fazia parte de nenhum grupo, de nenhuma panela. E isso para um adolescente é terrível. Então, nem tão por acaso, pois eu tinha escutado de outras pessoas que aquilo era "o escapismo" de que os "desajustados" tanto precisavam,  acabei me jogando de cabeça nisso. Testei aos treze  anos, de onda mesmo, pra ver se isso era essas coisas todas. E era! Na verdade, ainda é.
Algumas pessoas, assim que comecei, me advertiram, dizendo que esse era um caminho sem volta. Dei de ombros. Falei que poderia parar com aquilo quando quisesse. Ledo engano: depois da primeira vez, a necessidade só aumenta. Você precisa disso para fazer quase tudo, e quase tudo ao seu redor te incentiva a usar mais e mais. Enfim, após anos ininterruptos de uso percebi que, realmente, era um caminho sem volta. E aqui estou, anos depois, errante por esse caminho.
Juro que tentei parar, fiquei alguns períodos longe, mas sempre volto à estaca zero. Parece que não consigo ser eu mesmo sem isso, de tanto que necessito. Por isso meu jeito distraído, às vezes tão relaxado que quem olha pensa que estou flutuando... E estou. Sempre fui assim e esse meu vício só acentuou meu jeito de ser... Tão... Devagar.
Sei que tem vezes que fico muito tempo sem escrever...
Mas as letras me viciam de tal forma que sempre acabo voltando a escrever. Escrever é meu caminho sem volta.

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Um Blog de Nada by Flavio Braga Mota is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License.
Based on a work at umblogdenada.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://umblogdenada.blogspot.com.